História

aguarela-topo
Page

piaggio                                                         eco-history

hist_ape1 O Ape Calessino, introduzido na Itália em 1949, logo após a segunda Guerra Mundial, como viatura especialmente concebida para o transporte de mercadorias, dadas a suas enormes capacidades de mobilidade citadina, muito contribuiu para a galopante reconstrução e crescimento económico italiano, tendo-se expandido rapidamente para o transporte de passageiros em contexto de turismo.
Passou, desde então, a integrar a paisagem de inúmeras cidades turísticas italianas como Capri, Portofino, Forte Dei Marmi,

ou Cannes em França, sem esquecer as Ilhas Gregas, locais idílicos onde se veio a popularizar ao longo daqueles anos como meio de transporte duma elite cada vez mais envolvida na mobilidade e afirmação pessoal.
Em 1950 a imagem intemporal do Ape Calessino consolidou-se definitivamente como um ícon do design italiano, em grande parte fruto da sua aparição no filme Dolce Vita, do realizador Federico Fellini, estatuto esse reforçado pelo facto de ter sido ainda carinhosamente adoptado como meio de transporte pessoal das estrelas de cinema envolvidas naquela emblemática produção cinematográfica, nas suas deslocações pelas Ilhas do Mediterrâneo.

Para celebrar o facto histórico de ter ultrapassado mais de dois milhões de viaturas históricas vendidas mundialmente, a Piaggio lançou no ano de 2010, uma série limitada e exclusiva de apenas 100 unidades de Ape Calessinos eléctricos que combinam o estilo retro dos anos 60 bem patente nos seus acabamentos em madeira, cromados e estilização dos pneumáticos, com a última tecnologia em termos de mobilidade sustentável com a utilização de baterias lítio de última geração. Destas 100 unidades que homenageiam de forma inegável a sua autenticidade
hist_apeadd

e genuinidade, especialmente concebidas para colecionadores e apreciadores do estilo de vida italiano, 10 integram a frota da TUKXI Madeira.
A aquisição de dez por cento da produção de Ape Calessinos eléctricos, representa por isso um marco na história dos transportes da Região Autónoma da Madeira, não só pelo facto da TUKXI Madeira ter sido a primeira entidade a introduzir pela primeira vez este tipo de viatura na Região, mundialmente conhecidos como Tuk Tuk, por influência do mundo asiático, como também por se tratar de um exclusivo nacional, até agora só disponível em Itália e Espanha.

Com esta viatura intemporal, a TUKXI Madeira pretende ainda constituir-se como uma referência na mobilidade eléctrica urbana, chamando a si o pioneirismo na adopção de meios de transporte ecológicos à escala do transporte colectivo, desbravando assim o admirável mundo verde.